terça-feira, 7 de abril de 2009

AZUL

ELE É UM HOMEM QUE CHORA A AMBIVALÊNCIA DOS SENTIDOS...
A SAUDADE DELE É AZUL
COMO AS ASAS BORBOLETA QUE COMPARTILHA SUA MATIZ CINTILANTE PROCURANDO
ONDE POUSAR.
POUSA NA LEMBRAÇA...
ENQUANTO LÁGRIMAS CONTIDAS ABREM A ESPERANÇA COM UM SORRISO.
ELE É UM HOMEM QUE CHORA E MERGULHA NAS ÁGUAS CORRENTES DA VIDA...
ELE É UM HOMEM QUE CHORA AS HORAS DE OUTRORA
E RI AS HORAS QUE ESTÃO POR VIR...
MANEIO DO TEMPO, DESVELO DE SONHOS, SILÊNCIOS E RISOS.

Andréa Aires Imbiriba
Para o querido amigo, Marquinho...
Alter do chão, 05 de Abril de 2009.
Véspera do seu aniversário.
Fechou um ciclo num dia de ALEGRIA. Amanheceu com o céu aberto pras
coisas boas e que ele merece receber.

Um comentário:

CEFT-Bam disse...

Andréa, me sinto muito honrado com a sua amizade e o seu carinho. Poucas vezes me senti tão bem definido do que como o que você escreveu.
Beijos e obrigado