segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Pimenta Rosa

Eu não sou poeta,
mas meu viver apimenta teu dia.
Eu não sou o que queres,
mas meu desejo
de ter inteiro teu mundo,
muda o rumo do querer.
Minha visão do tudo
busca o infinitivo da tua imensidão.
Minha paz em tuas mãos.
Rosa que perfuma meus passos,
rosa que estreita os abraços,
que embala sonhos,
que me refez.
E eu trago rosas pra voce.

Lumar e Marquinho Mota(19/12/09)

Um comentário:

luiz evandro disse...

"As rosas além de aroma e sabor. também tem espinhos, que espetam, furam, sangram, machucam, até nos sonho e pensamentos"...