segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

.... restos vitais....

Meu corpo dilacerado pelas sua unhas,
seus dentes,
seu desprezo.
Dilacerado pela angústia,
solidão
e medo.
Dilacerado em mágoas,
depressão e
desespero.
Minha vida escorrendo entre os meus dedos,
se esvaindo lentamente..
Sumindo entre fumaça, álcool e ilusão.....

Lumar(02/02/09)

Um comentário:

Ronaldo disse...

Essa, com certeza, foi feita para o seu Lobisomem preferido.